Sequência comandada por David Yates estreia dia 15 de novembro de 2018.

Com o escândalo Harvey Weinstein e as inúmeras acusações de assédio, muitas pessoas questionaram a permanência de Johnny Depp em Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald devido a ex-esposa do ator, Amber Heard, tê-lo processado por violência doméstica em 2016. Com as filmagens já iniciadas em Londres, o diretor David Yates falou sobre o assunto e defendeu Depp.

“Honestamente, há uma questão atual em que muitas pessoas estão sendo acusadas [de assédio] e elas estão sendo denunciadas por várias vítimas, algo constrangedor e assustador. Com Johnny, me parece que teve uma pessoa que o acusou e reivindicou algo. Eu só posso falar sobre o homem que vejo todos os dias. Ele é decente e bondoso […]. Qualquer que seja a acusação [contra ele], não corresponde com o ser humano com quem tenho trabalhado”, falou o diretor veterano da saga Harry Potter à Entertainment Weekly.

Amber Heard e Johnny Depp.

O cineasta também trouxe à tona o fato de ex-mulheres do ator o terem defendido publicamente, incluindo Vanessa Paradis, Lori Anne Allison e Winona Ryder — que afirmou que ele nunca foi abusivo ao longo de quatro anos de relacionamento e que o conhece como um cara “bom, amável e cuidadoso”.

“Algumas das mulheres da vida [de Depp] disseram o mesmo: ‘esse não é o ser humano que conhecemos’. É bem diferente [dos casos] em que há vários acusadores ao longo de muitos anos, que precisam ser examinados e que nos fazem refletir sobre a nossa indústria, que permite este tipo de coisa ano após ano. Johnny não está nessa categoria de forma alguma. Então, pra mim, não há a necessidade de mais análises. É uma questão morta”, concluiu Yates.

O caso judicial envolvendo Depp e Heard foi concluído em agosto de 2016, quando eles chegaram a um acordo de divórcio e a atriz retirou a acusação de violência doméstica.

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald estreia nos cinemas do Brasil dia 15 de novembro de 2018.

Animais Fantásticos e Onde Habitam Trailer Legendado

Artigos Relacionados

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *